ACESSAR MINHA CONTA  \/ 
      x
      x
      x
      x

      "O Estado da Arte da Educação Ambiental em instituições de ensino da rede pública estadual do Rio Grande do Sul"

      No dia 3 de setembro, no Ministério Público do RS, o Instituto Venturi Para Estudos Ambientais e a Secretaria da Educação apresentaram o resultado da pesquisa científica que levantou o estado da arte da Educação Ambiental em instituições de ensino da rede pública estadual do Rio Grande do Sul, visando a formação continuada de professores em Educação Ambiental Formal.

      DSC 3867Conduzir uma investigação sobre o estado da arte da Educação Ambiental é estar atento aos problemas que dela surgem, abrangendo o levantamento de incongruências e contradições sobre o tema, a reflexão sobre as lacunas que possam existir nas diferentes ações conduzidas pelos diversos públicos, com o objetivo de buscar uma adequada compreensão do tema da Educação Ambiental.

      A pesquisa teve como questões preponderantes a) Conhecer o percentual das instituições pesquisadas que executam atividades na área de Educação Ambiental e b) Identificar dentre as instituições pesquisadas, quantas fazem Educação Ambiental Formal.

      Os principais objetivos da pesquisa foram disponibilizar as informações sobre Educação Ambiental no Rio Grande do Sul como referência na elaboração de indicadores, de modo a auxiliar projetos públicos e privados, bem como, subsidiar as redes de educação ambiental no planejamento, na promoção, na coordenação e na difusão de ações educacionais em benefício da comunidade escolar e sociedade como um todo.

      De um total de 2.557 escolas estaduais, responderam ao instrumento de pesquisa 1.124, das quais 120 declararam não realizar qualquer ação de Educação Ambiental no âmbito das suas escolas. Entre os principais fatores que dificultam o desenvolvimento de atividades de Educação Ambiental por estas instituições estão ausência de profissionais qualificados em Educação Ambiental e dificuldade dos funcionários/colaboradores em entender a complexidade das questões ambientais. 

      DSC 3834Dentre as 1.004 instituições que responderam realizar alguma atividade em Educação Ambiental, no que se referem ao desenvolvimento de ações, projetos e programa na área da Educação Ambiental 815 declararam desenvolver estas atividades no âmbito do currículo da instituição de ensino (Educação Ambiental Formal). No entanto, apenas em 173 destas as atividades estão dentro de um programa.

      A maior parte concentra suas atividades nas práticas pedagógicas voltadas para o incentivo de atividades extraclasse, grupos de estudos ambientais, programas de iniciação científica e visitas aos mais diversos lugares onde o ecossistema natural seja o foco do trabalho (Educação Ambiental Não-Formal), o que em números representa 78,78,% das instituições que declararam desenvolver atividades de Educação Ambiental.

      Quanto aos critérios adotados pelas instituições para a avaliação dos seus resultados, 18% declararam não avaliar suas atividades, 36,9% utilizam relatórios elaborados pelos executores e somente 1,4% dizem fazer isso por meio de indicadores pré-selecionados pelo Proponente/Financiador.

      Acesse aqui o Relatório da Pesquisa

      icones flickr social facebook social linkedin social twitter


      bloco marcas site v1