Não deixe de participar também do XIV SIGA (Seminário para Interação em Gestão Ambiental), um evento nacional que propõe criar um espaço de reflexão e debate para a construção de uma sociedade sustentável, trazendo a experiência de pesquisadores e profissionais da área bem como a comunidade que se envolve com a temática proposta neste ano: “CONSUMO: do início ao fim. Produção, Resíduo e Sociedade”. Confira a programação preliminar e inscreva-se no site www.esiga.org.br.

Dúvidas ou sugestões: entre em contato conosco por email (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ) ou pela página oficial do evento no Facebook: www.facebook.com/sigaesalq/.

Luis Carlos Alves de Sá
Comissão Organizadora do XIII SIGA e IV SIGA Ciência
Graduando em Gestão Ambiental - ESALQ/USP

A BVRio acaba de publicar um relatório sobre Créditos de Logística Reversa – uma solução inovadora para a gestão de resíduos sólidos urbanos e que facilita a inclusão produtiva de catadores independentes de materiais recicláveis. O relatório demonstra os resultados de uma experiência piloto no Brasil conduzida com duas empresas líderes de bens de consumo, e oferece propostas para a expansão deste mecanismo.

O modelo de Créditos de Logística Reversa foi idealizado pela BVRio com o objetivo de facilitar o cumprimento da lei pelas empresas nacionais e multinacionais. Para testar o sistema e comprovar o conceito, a BVRio identificou empresas com pioneirismo que decidiram adotar o sistema de Créditos de Logística Reversa, mostrando liderança nos seus respectivos setores. Um projeto piloto foi conduzido com duas empresas líderes de bens de consumo no Brasil: O Grupo Boticário e Biscoitos Piraquê. Ao longo de um ano (abril 2014 – março 2015), Créditos de Logística Reversa foram vendidos a essas empresas através de uma plataforma de negociação, para “neutralizar” o impacto dos resíduos sólidos gerados por seus produtos, predominantemente tipos diferentes de plásticos e vidros.

O modelo está pronto para ser utilizado e tem o potencial de proporcionar uma abordagem positiva do ponto de vista social, econômico e ambiental, contribuindo com a coleta e reciclagem de resíduos a nível nacional. Para conhecer o projeto na íntegra e baixar o Relatório basta acessar o site da BVRio, conforme apontado na fonte abaixo.

No dia 27 passado, o relatório “Avaliação da Política Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos de Porto Alegre” foi divulgado na sede do Ministério Público Estadual do RS.

De autoria do Prof. Dr. Christian Silva da UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, é um estudo que aborda os diversos aspectos técnicos, econômicos e sociais relacionados com os resíduos na Capital do Estado, desde sua geração até o aproveitamento ou destinação final. A proposta é que, para além de um relatório técnico, o trabalho seja uma ferramenta de orientação para a gestão dos RSU - Resíduos Sólidos Urbanos, que resultam do dia-a-dia da atividade comercial e doméstica dos centros urbanos. Prof.Christian 2
O evento foi promovido pelo Instituto Venturi Para Estudos Ambientais, por iniciativa do OPNRS –¬ Observatório da Política Nacional de Resíduos Sólidos, em parceria com a UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Teve como anfitrião o Ministério Público Estadual do RS, através do CAOMA – Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente. Dr. Daniel Martini, promotor de justiça coordenador do CAOMA explica que se trata de um órgão auxiliar, tendo como função orientar e facilitar a atuação dos Promotores de Justiça na defesa do meio ambiente.

Nesta terça-feira (14) na véspera da abertura do 7 Forum Internacional de Resíduos Sólidos, um grupo de participantes participou de visita acompanhada à CEAR Cooperativa de Educação Ambiental e Reciclagem Sepé Tiaraju, localizada no bairro Navegantes em Porto Alegre.

Os pesquisadores José Manuel Elija Guambe, Daúde Mahomede e Candida Florentina Nhatave do Instituto Médio de Planeamento Físico e Ambiente de Moçambique vieram ao Brasil especialmente ao Forum para apresentar trabalhos e realizar o intercâmbio de conhecimentos. Tendo em mente a implementação de um curso de nível médio na área de Gestão de Resíduos Sólidos, os pesquisadores participaram de diversos encontros e reuniões com instituições de ensino que possam contribuir com a construção do projeto educacional em Moçambique. A visita à Unidade de Triagem coordenada pela CEAR foi o primeiro destes encontros.

Lá o grupo foi recebido pelo Diretor do DMLU de Porto Alegre, Vercidino Albarello e pela representante Leila Hofstatter, e também pela coordenadora da cooperativa Núbia e membros da rede Somos Todos Porto Alegre. Os visitantes foram acompanhados pela pesquisadora Alessandra Hernandes, da UNISINOS e por Linda Godfrey, pesquisadora sul-africana que também participou da visita.
© 2017 - 9º Forum Internacional de Resíduos Sólidos.

Please publish modules in offcanvas position.